quinta-feira, 5 de setembro de 2013

"Pirambulando" pela antiga rua Santa Rita

     
Hoje pela manhã estive “pirambulando” por esta rua...
Ela chamava-se Santa Rita. Hoje é Felipe Camarão, onde reside minha mãe.
Aqui passei quase toda a minha infância e adolescência.
Sempre que venho por aqui me lembro das brincadeiras daquele tempo, quando a rua nem sonhava em ser asfaltada: bola, bila, arraia, triângulo, futebol de botão, corridas em volta do quarteirão para ver quem chegava primeiro, dentre outras.
Infelizmente, restaram poucos amigos. Muitos foram embora para outros bairros, cidades e/ou estados; outros estão em presídios, cumprindo penas por assaltos ou tráfico de drogas; outros já morreram.
Infelizmente, também, hoje as brincadeiras das crianças e jovens daqui são outras, com certeza menos bacanas do que as nossas.
Mas é isso, cada época tem suas peculiaridades.
Já tivemos a época da bola e da bila; agora é a época da bala!
 

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Vivemos num país de merda!

Vivemos num país de merda, em que se gastam verdadeiras fábulas em dinheiro para sustentar máquinas administrativas e milhares de parasitas que fazem de conta que trabalham nas casas legislativas (parlamentares e funcionários), enquanto a maior parte da população que paga altos impostos é obrigada a sofrer por falta de escolas, hospitais, postos de saúde e outros serviços públicos.
     O caso do "piscinão" do Hospital Geral de Fortaleza (foto), onde os pacientes são atendidos em macas amontoadas pelos corredores, deveria servir de vergonha para todos aqueles que se orgulham de pertencer à classe política.
     O pior de tudo é que quando alguém reclama ainda aparece gente para dizer que a vida é assim mesmo, que essa é a nossa sina, que nos outros países é do mesmo jeito.
     Pense na revolta!

domingo, 1 de setembro de 2013

Não se esqueça de mim

Onde você estiver, não se esqueça de mim
Com quem você estiver não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim...

COMECEI O MÊS DE SETEMBRO OUVINDO, NO RÁDIO DO CARRO, ESTA BELA CANÇÃO DO ROBERTO CARLOS, QUE EMBALOU BOA PARTE DA MINHA JUVENTUDE.

SAUDADE GOSTOSA!

http://letras.mus.br/roberto-carlos/48635/

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Futebol agora é coisa pra rico

     Os leitores mais jovens talvez não acreditem. Porém, os antigos estão aí para comprovar que o que vamos escrever é verdade: o futebol já foi uma diversão acessível a famílias de baixa renda. 
     Até pouco tempo atrás, o cidadão que pertence a esse segmento econômico tinha condições de comparecer aos estádios para prestigiar todos os jogos do clube do seu coração. E ainda levava a esposa, filhos, sobrinhos, vizinhos... Até os gatos e cachorros, se quisessem, iam!
     Isso era possível por causa dos preços dos ingressos, que permitiam a entrada dos chamados “geraldinos” (porque ficavam na geral) e ainda sobrava grana para a meninada se empaturrar de cachorros-quentes (conhecidos como “cai-duro”), refrigerantes, picolés, pipocas, roletes de cana, rosca, broa, milho, laranja e o que mais aparecesse pela frente.
     Essa “farra” começou a mudar quando os jogadores passaram a encarar o referido esporte apenas como um negócio onde se deve auferir o maior lucro possível, vindo daí os salários astronômicos de alguns deles. Isso foi afastando o torcedor mais humilde, que atualmente já não pode comparecer aos estádios com tanta freqüência. E quando vai, é quase sempre sozinho, pois, com entradas custando em média R$ 30,00, é impossível ver todos os jogos, já que o investimento, incluindo ingresso, transporte e lanche, chega a praticamente R$ 50,00 por pessoa.
     Em Fortaleza a coisa se agravou a partir das reformas feitas recentemente nos estádios Presidente Vargas, no Benfica; e Castelão, que privilegiaram espaços para o pessoal da classe média acima, ignorando solenemente a presença daquelas pessoas que, no passado, faziam a festa na geral.
     No Castelão ficou pior ainda, pois além da grande distância, dificultando os deslocamentos, construiu-se uma estrutura onde o torcedor comum, mesmo pagando caro, ainda é obrigado a ficar nas cadeiras superiores, enquanto as cadeiras inferiores, mais próximas ao campo, ficam vazias. Quem vê as imagens pela televisão pensa que os jogos estão sendo realizados de portões fechados.
     É isso... Fazer o quê, não é? Antigamente, quando os dirigentes e jogadores tinham amor aos clubes, na época do chamado “futebol-arte”, eles contavam com o pouco de muitos torcedores. Mas hoje o que vale é o contrário: preferem o muito de poucos. Depois ficam se perguntando por qual motivo as praças de esportes estão quase sempre vazias.
     (Artigo de minha autoria a ser publicado no Jornal Parque Araxá - Edição de setembro)

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Zé da Diva: 16 anos de presepadas

               

     A cada dia que passa, mais ficamos impressionados com o cartaz que Zé da Diva, personagem principal da nossa seção de piadas, desfruta junto aos moradores do Parque Araxá, Parquelândia, Rodolfo Teófilo e redondezas. Ele é, sem dúvida alguma, a maior referência do JPA nestes 16 anos de circulação, até porque suas presepadas são contadas neste jornal desde a primeira edição. Quando, por acaso, não publicamos nenhum caso dele, os leitores passam o mês inteiro reclamando.
     Zé da Diva é um personagem fictício, criado no início da década de 1990, quando o nosso editor Juracy Mendonça assinava a coluna “Onibusman” na saudosa revista “Varal”, que fez muito sucesso em Fortaleza. Seu perfil é o de um velho pobre de dinheiro, porém rico em espirituosidade, daqueles que fazem questão de narrar suas próprias desgraças só para ver as pessoas achando graça. Com a fundação do JPA, em 1997, as histórias passaram a ser contadas aqui mensalmente. Resultado: Zé da Diva hoje é muito querido. Tem até fã clube!
     Como se vê, não é por acaso que uma boa parcela dos leitores pensa que ele existe em carne e osso. Um amigo nosso, que é médico, garante que ler as presepadas do Zé da Diva pode servir também como terapia, ou seja, faz bem para a saúde, pois soltar gostosas gargalhadas ajuda a exercitar todos os músculos do rosto.

     (Transcrito do JPA deste mês)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

O casamento de Edson e Luciana

            Eu e minha esposa Marinete estivemos ontem à noite na Igreja de São Raimundo, no Rodolfo Teófilo, prestigiando a bela cerimônia de casamento dos nossos amigos Edson e Luciana Albuquerque (foto), ela que é filha de Luiz Bezerra e Escolástica Inácio Albuquerque, residente na rua Otávio Justa (Parque Araxá). Após o ato religioso, os noivos receberam os convidados no Salão de Festas da Paróquia.
     Vida longa e feliz ao distinto casal!

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Paróquia de Santo Afonso comemora 25 anos de sacerdócio do padre Geovane

                            
     As diversas pastorais e comunidades católicas da Parquelândia e bairros vizinhos estão preparando uma programação especial para comemorar em grande estilo o transcurso dos 25 anos de sacerdócio (Bodas de Prata) do padre Francisco Geovane Saraiva Costa (foto), que há quase 10 anos é o titular da Paróquia de Santo Afonso, período em que vem se destacando pela presença constante em todas as ações e projetos que visam o crescimento sócio-cultural e espiritual daquele rebanho.
     Padre Geovane é natural de Capistrano, interior do Ceará, filho de Agapito Saraiva Costa e de Maria Eliete Saraiva. Assimilou as primeiras letras em sua terra natal, indo estudar depois nas cidades de Tucano e Ilhéus (Bahia), Campo Mourão (Paraná), Brasília (onde fez o Curso de Filosofia), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), onde fez o Curso de Teologia, culminando com sua ordenação sacerdotal em Capistrano, no dia 14 de agosto de 1988, celebrando no dia seguinte a sua primeira missa solene.
     Seu ministério sacerdotal, até agora, foi todo em Fortaleza, iniciando-se pela Paróquia de São Pio X (Pan Americano), indo em seguida para as Paróquias São Francisco de Assis (Dias Macedo) e Nossa Senhora da Paz (Aldeota), chegando na Paróquia de Santo Afonso no dia 30 de novembro de 2003, em substituição ao padre Djair Gomes Cavalcante, imprimindo uma nova fase de evangelização no bairro.
     Padre Geovane é também escritor, já tendo lançado os livros “O Peregrino da Paz” e “Nascido Para as Coisas Maiores” (em homenagem a Dom Hélder Câmara), “A Ternura de um Pastor” (homenagem a Dom Aloísio Lorscheider), “A Esperança Tem Nome” e “Dom Helder: Sonhos e Utopias - O Pastor dos Empobrecidos”. No mês de agosto será lançado o livro “25 Anos Sobre Águas Sagradas”, uma coletânea de fotos e artigos de sua autoria, publicados em jornais, revistas, sites, blogs etc.. É membro da Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará, da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza e vice-presidente da Previdência Sacerdotal.
     Sua intensa atividade religiosa e literária já lhe rendeu várias condecorações, das quais destacamos o título de Cidadão de Fortaleza, Medalha Boticário Ferreira, Medalha de Defesa dos Direitos Humanos Dom Hélder Câmara e a Medalha Dom Hélder Câmara, o Artesão da Paz.
     (Transcrito do JPA de agosto/2013)

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Aviso sobre o Espaço Cultural do JPA

     Nos últimos dias surgiram uns contratempos benéficos para mim em relação a tempo...
     Muito trabalho extra até o final deste mês, graças a Deus, com o JPA, jornais O BEM FICA e O REGIONAL.
     Diante disso, eu e Marinete resolvemos adiar por uma semana o primeiro encontro do Espaço Cultural do JPA, anteriormente marcado para o dia 6 de setembro.
     A nova data é 13 de setembro (sexta-feira), a partir das 19 horas.
     O local continua o mesmo, ou seja, no pátio da Associação dos Ex-Combatentes (Rua dos Pracinhas, 951), e está de pé a proposta de ter feijão-verde, espetinhos, cerveja, refrigerante, água, o melhor da MPB no som ambiente e um violão para quem quiser "soltar a voz". 
     Depois trarei mais novidades para os amigos e amigas que quiserem participar deste momento histórico para o Parque Araxá e bairros vizinhos!

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Nota de pesar

     Externamos nossas condolências ao jornalista e memorialista Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez), pelo falecimento de sua esposa Maria Zenita Rodrigues de Azevedo, ocorrido ontem.
     D. Zenita sempre nos recebia muito bem quando íamos à residência deles, na Rua Professor João Bosco (Parque Araxá), a fim de colher informações sobre o bairro com o Nirez para publicar no JPA.
     Que Deus conforte os amigos e demais integrantes da família enlutada.

     
       (transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalparquearaxa)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Sonhei que estava morto

     Essa noite, sonhei que estava morto. Acho que isso aconteceu porque fui dormir sentindo fortes dores no estômago.
     De repente acordei e vi que, graças a Deus, por enquanto, ainda estou vivo.
     Refeito do susto, fiquei pensando no que aconteceria se eu morresse agora, tão novo, no calor da luta.
     Por exemplo, quem choraria diante de tal notícia? Minha mãe, meus irmãos? A esposa, os filhos? Alguém mais?
     Quais dos meus parentes, amigos e parceiros deixariam seus afazeres diários para ir ao meu velório e sepultamento e às missas de 7º e 30º dias?
     Quem iria se lembrar de mim quando, depois do ocorrido, ouvisse alguma música do Fagner, meu artista predileto?
     Será que alguém iria dar continuidade ao Jornal Parque Araxá, que edito com tanto amor e carinho há 16 anos?
     Será? Será? Será?
     Melhor esquecer tudo isso, cuidar da saúde e continuar trabalhando até quando Ele permitir... Não é?

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Projeto Bem Fazer inaugura sua web rádio

     O Projeto Bem Fazer continua cumprindo o plano de metas estabelecido para este ano de 2013. Segundo o presidente da entidade, César Filho, no mês de julho foi concluído o eixo amarelo, visando a interatividade com a comunidade pessoalmente e através das mídias sociais, notadamente no Facebook e Twitter.
     Um dos destaques do referido eixo foi o lançamento da Estação Bem Fazer, a web rádio do Projeto, no dia 15 de julho, que tem como principal atração a qualidade de seu conteúdo, trazendo entrevistas com autoridades, artistas, intelectuais e moradores do Parque Araxá, além de programas com músicas de boa qualidade.
     A princípio, a Estação Bem Fazer começou a funcionar com três programas ao vivo, no caso o “Papo do Bem”, com César Filho e convidados; “Blitz Metal”, apresentado por Jerônimo Pires; e o “Agenda MPB”, que tem à frente o editor do JPA, Juracy Mendonça, com Sérgio Melo na parte técnica. Essas e outras atrações deverão ir formando gradativamente a grade de programação da emissora.
“Nosso objetivo é fomentar o debate e a participação da comunidade do Parque Araxá e vizinhança; buscar interagir com as diversas plataformas que a internet nos possibilita”, ressaltou César Filho no início da primeira transmissão.
     A Estação Bem Fazer pode ser ouvida no seguinte endereço:
www.projetobemfazer.blogspot.com.br
             
                Sérgio Melo e Jerônimo Pires durante uma apresentação do programa “Blitz Metal”
                                                   (Transcrito do JPA de agosto/2013)

Dona Emília e sua luta diária para cuidar de 21 idosos

                  Você acha que é muito trabalhoso cuidar de um idoso da sua família? Pelo sim, pelo não, imagine o trabalho que você teria se tivesse que cuidar diariamente de 21 idosos carentes, vindos não somente de vários bairros de Fortaleza, mas também de outras cidades cearenses e até de outros estados brasileiros. É assim que vive a senhora Emilia da Silva Leite (foto), de 75 anos, à frente da Casa do Idoso Caminho de Emaús, que funciona há 9 anos na rua Carvalho Mota, 125 (Parque Araxá).
Dona Emília é natural de Picos, interior do Piauí, e veio para a capital cearense em 1949. Trabalhou como comerciante até 1975, até que passou a ajudar pessoas carentes em favelas da cidade, principalmente meninos de rua, sendo posteriormente convidada para coordenar a Casa de Emaús Ordem Franciscana Secular, localizada na rua Justiniano de Serpa, 115 (Otávio Bonfim). A entidade fechou em 2004, porque a Prefeitura de Fortaleza precisou do terreno para outro fim, o que levou dona Emília a fundar a Casa do Idoso Caminho de Emaús, que atualmente abriga 21 idosas, dando-lhes assistência médica, alimentação, higiene, momentos de lazer e descontração e comemorações de datas festivas.
Segundo ela, o espaço é administrado com muitas dificuldades, notadamente de ordem financeira, e só se mantém de pé porque ela acredita muito em Deus, gosta de ajudar a pessoas necessitadas e conta com apoio de um conselho diretor e de algumas entidades e amigos, dentre os quais faz questão de incluir o senhor Raimundo de Castro Sobrinho, ex-presidente da Associação dos Ex-Combatentes do Brasil – Secção do Ceará, Luiza (filha de seu Sobrinho) e Eduardo Poty, que cederam parte do terreno de sua residência para servir como salão de lazer e entretenimento para as internas.
Agora, obrigada por uma decisão da Prefeitura de Fortaleza, a Casa do Idoso Caminho de Emaús está se transferindo para um sítio no distrito de Jaçanaú, em Maracanaú. “Estamos construindo uma sede mais ampla, onde poderemos proporcionar mais conforto para as nossas idosas. O trabalho é meio demorado, por conta das dificuldades financeiras, mas tenho fé em Deus que brevemente, talvez já em setembro deste ano, estaremos nos mudando para lá”, afirmou.
Dona Emília aproveitou a presença da equipe do JPA para solicitar ajuda dos leitores para a conclusão da nova sede: “Se alguém quiser ajudar na construção da sede em Maracanaú, vai ser muito bem vindo. É só vir aqui pessoalmente, qualquer dia da semana, de 10 às 16 horas, ou pegar informações através do telefone (85) 3281.6656, pois temos pressa em fazer a mudança a fim de melhorar nosso trabalho.” Realmente, quem tiver oportunidade de conhecer a Casa do Idoso Caminho de Emaús com certeza também vai ficar impressionado com o esforço de dona Emília e sua equipe de quatro funcionários para dar carinho, atenção e assistência integral a todas as internas, sem distinção de cor, raça, credo ou condição econômica. 
     (Transcrito do JPA de agosto/2013)

terça-feira, 13 de agosto de 2013

O que fazer ao ter seu cartão de crédito clonado?

     (Artigo escrito pelo Dr. Gildo Almeida e publicado na edição deste mês do JPA)

     Constantemente recebemos visitas de pessoas pedindo esclarecimentos jurídicos no que diz respeito à clonagem de cartão de crédito. Tal fato, atualmente, se tornou corriqueiro.
     Na maioria das vezes, as pessoas que são vítimas desse tipo de crime, ao buscar orientação nas agências bancárias, não são devidamente esclarecidas sobre os seus direitos. Apenas recebem a justificativa de que a responsabilidade pelo cartão de crédito é inteiramente do correntista. A verdade é que este, por falta de instrução, acaba por arcar com os prejuízos, tendo ainda que ver seu nome na lista dos maus pagadores (SPC e SERASA).
     Assim, torna-se ignorância, por parte da instituição bancária, responsabilizar uma pessoa de boa-fé, que sempre resguardou o seu cartão em conformidade com as orientações dadas, pois se tal fato ocorreu foi falha no serviço prestado pelo banco.
     Uma vez que há relação de consumo entre o correntista e a instituição bancária, deve ser aplicado o Código de Defesa do Consumidor (CDC), que estabelece, no artigo 8º, que o fornecedor deve oferecer produtos e serviços que não acarretem risco à segurança do consumidor.
Comprovada a clonagem do cartão de crédito, em conformidade com o artigo 14 do CDC, deve o banco responder civilmente, independente de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores, que têm pleno direito de receber, em dobro, todo o valor que foi indevidamente sacado, além de ter direito a receber quantia referente ao dano moral.
     Por fim, aquele que tiver o seu cartão de crédito clonado deve, de imediato, alterar a senha do cartão e fazer um boletim de ocorrência. Em seguida, se dirigir a sua agência bancária e informar o ocorrido. Se esta não tomar nenhuma providência, a pessoa deve procurar as vias judiciais. O advogado nessa hora é essencial para orientar o melhor caminho a ser traçado.

Jornal O BEM FICA vem aí!

        Estamos preparando a primeira edição do jornal O BEM FICA, que começa a circular em setembro vindouro, com 5 mil exemplares distribuídos de forma mensal e gratuita em residências, empresas e outros estabelecimentos situados no Benfica e adjacências.
     A linha editorial será voltada para destacar os aspectos sócio-culturais e econômicos, fatos históricos, empresas, entidades e órgãos públicos e privados, personalidades antigas e atuais, novidades do bairro etc., podendo ser visto por cerca de 20 mil pessoas que residem, trabalham, estudam ou transitam por esta região de Fortaleza.
     A redação do jornal O BEM FICA está localizada na Rua dos Pracinhas, 951 (esquina com Avenida 13 de Maio) – Benfica, fones: (85) 3243.4779 / 8734.5573 / 8835.8210, e-mail: editoratextual@gmail.com.


     (Transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalobemfica)

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

É por isso que sinto tanto orgulho de ser seu pai!

        Acho que essa foto reflete um dos momentos mais emblemáticos da minha relação musical com o maestro Thiago Mendonça.
      Foi a partir daí que percebi que ele seria um músico de primeira grandeza.
     Aconteceu em 1987, no auditório do Colégio Moema Távora, no show de encerramento da I Mostra de Arte Popular do Pirambu.
     Durante os ensaios para o evento, notei que ele (na época com apenas 3 anos de idade) não saía de perto de mim e me acompanhava nos versos da música "Solidão de Poeta", de minha autoria.
     Perguntei se ele tinha coragem de cantar a referida música comigo durante o show; ele disse que sim.
     Disse pra ele que a gente ia cantar para uma multidão de pessoas; ele continuou respondendo que queria ir.
     Aí resolvi arriscar e o resultado é que ele "roubou" meu show.
     Cantou a música inteira, debaixo de muitos aplausos, e ainda deu o maior trabalho à mãe dele, porque queria ficar no palco, já que a galera passou um bocado de tempo gritando:
     - Thiago! Thiago!
     Depois disso, esse cara esteve presente em todos os principais momentos da minha trajetória como cantor, participando dos três discos que lancei e dos diversos shows que fiz por Fortaleza e cidades do interior cearense.
     Aí chegou a hora de alçar voos mais altos...
     Hoje ele é Bacharel em Música pela UECE, tem seu próprio estúdio para ensaios e gravações, está à frente das bandas Vibrato e Sorry John e é o músico preferido de grandes nomes da música cearense de boa qualidade.
     É por esses e outros detalhes relevantes que sinto tanto orgulho de ser seu pai!

domingo, 11 de agosto de 2013

Mais uma semana de muito trabalho

     Preparando-me para enfrentar mais uma semana de muito trabalho:
     - Coordenar a distribuição dos exemplares do JPA deste mês;
     - Começar a preparar a abertura provisória do Espaço Cultural do JPA (dia 6 de setembro);
     - Continuar buscando anúncios e matérias para a primeira edição do jornal O BEM FICA;
     - Definir dia, horário e emissora onde vou ficar apresentando o programa de rádio Agenda MPB;
     - Preparar textos para três edições do jornal O REGIONAL;
     - Preparar textos para a Prefeitura de Uruburetama...
     VAMOS QUE VAMOS!

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Zé da Diva: 16 anos de presepadas

                 
     A cada dia que passa, mais ficamos impressionados com o cartaz que Zé da Diva, personagem principal da nossa seção de piadas, desfruta junto aos moradores do Parque Araxá, Parquelândia, Rodolfo Teófilo e redondezas. Ele é, sem dúvida alguma, a maior referência do JPA nestes 16 anos de circulação, até porque suas presepadas são contadas neste jornal desde a primeira edição. Quando, por acaso, não publicamos nenhum caso dele, os leitores passam o mês inteiro reclamando.
     Zé da Diva é um personagem fictício, criado no início da década de 1990, quando o nosso editor Juracy Mendonça assinava a coluna “Onibusman” na saudosa revista “Varal”, que fez muito sucesso em Fortaleza. Seu perfil é o de um velho pobre de dinheiro, porém rico em espirituosidade, daqueles que fazem questão de narrar suas próprias desgraças só para ver as pessoas achando graça. Com a fundação do JPA, em 1997, as histórias passaram a ser contadas aqui mensalmente. Resultado: Zé da Diva hoje é muito querido; tem até fã clube!
     Como se vê, não é por acaso que uma boa parcela dos leitores pensa que ele existe em carne e osso. Um amigo nosso, que é médico, garante que ler as presepadas do Zé da Diva pode servir também como terapia, ou seja, faz bem para a saúde, pois soltar gostosas gargalhadas ajuda a exercitar todos os músculos do rosto.
     Pegando carona nesse sucesso, lançamos no ano passado o livro “As presepadas do Zé da Diva”, contendo mais de 200 piadas publicadas até a edição n° 150 deste jornal. A primeira remessa de exemplares esgotou-se rapidamente, o que nos obrigou a imprimir mais exemplares, que ainda podem ser adquiridos na Livraria o Ponto do Livro, localizada na rua Bernardo Figueiredo, 110 (Parque Araxá), fone (85) 3243.1972.
     
(Transcrito do JPA de agosto/2013)

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Para cantar, tocar e ouvir músicas de boa qualidade

             
     Um lugar bacana, festivo, marcado pelo reencontro de velhos e novos amigos, degustação de bebidas quentes e geladas, com deliciosos tira-gostos, e a interpretação de grandes clássicos da música brasileira de todos os tempos, com destaque para chorinhos, sambas, boleros, serestas, românticas etc. É assim que podemos definir o movimento que acontece aos sábados, a partir das 17 horas, na Oficina dos Poetas, uma espécie de bar cultural localizado na rua Dom Jerônimo 352, no Otávio Bonfim.
     Quem está à frente do estabelecimento é o seresteiro Elialdo Paixão, bastante conhecido nas casas noturnas de Fortaleza, que já compôs cerca de 300 músicas de estilos variados e lançou 8 CDs com canções de sua autoria e de outros artistas locais e nacionais. Segundo ele, seu bar é bastante antigo e a idéia de fazer esses eventos nasceu a partir de sugestões que recebia da imensa legião de amigos e admiradores que conseguiu conquistar ao longo dos anos.
     “Aqui é assim, um verdadeiro encontro de artistas. Os instrumentistas, cantores, compositores e poetas vão chegando, trazendo familiares e amigos, e começam a cantar e tocar músicas de estilos variados. É tanta gente para participar que nós somos obrigados a organizar a ordem das apresentações, para não ficar ninguém de fora”, ressalta Elialdo, acrescentando que na Oficina dos Poetas existe um grupo fixo, intitulado Vinil de Ouro, que está por lá todos os sábados e é formado por ele (voz e cavaquinho base), JJ (surdão), Guedes (cavaquinho solo), Jonas (violão de 6 cordas), Mota (violão de 7 cordas), Franco (bandolim), Serginho e Toinho (pandeiro).
     “A base é essa, mas a gente está sempre acompanhado de outros músicos e cantores, o que torna nosso ambiente cada vez mais festivo e democrático”, acrescenta Elialdo, aproveitando para informar que o espaço está aberto para quem gosta de cantar, tocar e ouvir músicas de boa qualidade num ambiente familiar e descontraído.
    (Matéria publicada no JPA de agosto/2013) 

O JPA é nosso!

                                                              Por Diogo Fontenelle

     JPA, sopro de sonho e cidadania, de informação e arte!
     JPA é luz maior...

     Parabéns, Juracy Mendonça, pela resistência cultural, pelo amor ao próximo!!!
     Acordem todos os moradores de tão expressivas comunidades de Fortaleza para o exercício do direito à voz!
     Juracy busca novos olhares que permitam melhor qualidade de vida!
     É tempo de despertar para uma dimensão cidadã maior, meu povo amado!!!
     Não se deixem iludir, é preciso ler, ter visão crítica, ter opinião!
     É hora de dar as mãos ao JPA, não deixar o sonho do Juracy escorrer pelo vão dos dedos!!!
     Juracy sonha conosco... O JPA é nosso!!!

     (Transcrito do JPA de agosto/2013)

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

16 anos de lutas

     Estamos festejando mais um aniversário do nosso JORNAL PARQUE ARAXÁ. O mês de agosto é sempre um referencial para a gente olhar para trás e perceber como está cada vez mais distante o ano de 1997, quando lançamos a primeira edição deste jornal assumindo o compromisso de prestar serviços ao desenvolvimento sócio-cultural e econômico do Parque Araxá, Parquelândia, Rodolfo Teófilo e adjacências.
     De lá pra cá, a cada dia que passa mais aumenta nossa satisfação em cumprir essa missão que é espinhosa mas também prazerosa, principalmente porque, ao longo do tempo, conseguimos construir uma rede de parcerias que resultou na credibilidade que desfrutamos perante o público leitor.
     É muito bacana ver que já fazemos parte da história do Parque Araxá e comunidades vizinhas. São muitas lutas e conquistas, muitas amizades feitas e refeitas, reivindicações atendidas e eventos realizados nestes 16 anos de atuação, num trabalho que, graças a Deus, tem recebido apoio de pessoas que sabem da importância da cultura para o progresso de qualquer bairro, cidade, estado, país, do mundo.
     É por isso que sempre fazemos questão de festejar nossos aniversários, pois temos plena consciência de que o JPA exerce um dignificante papel de utilidade pública, proporcionando a realização de pequenos, médios e grandes negócios, aproximando amigos e vizinhos, enfim, atuando como um autêntico jornal de bairro, e não como um mero panfleto contendo apenas anúncios.
     É hora de agradecermos mais uma vez a todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, nos ajudam a construir essa trajetória vitoriosa, que, por sua singularidade e continuidade, já serviu de objeto de estudos em diversas universidades de Fortaleza.
     Obrigado aos anunciantes, aos assinantes e demais leitores que prestigiam nosso trabalho e nos dão a força necessária para seguirmos em frente, sem jamais abrir mão da linha editorial que adotamos desde a primeira edição, que é independente de interesses de grupos políticos e/ou econômicos e visa, acima de tudo, contribuir para um mundo melhor a partir das comunidades onde vivemos, estudamos e/ou trabalhamos.
     O JPA está completando 16 anos.
     Brindemos, então!

    (Editorial do JPA de agosto/2013 - Transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalparqeraxa)

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Mais um piloto do programa Agenda MPB

     Ei, você está a fim de ouvir um programa de rádio bacana, com músicas de boa qualidade, agenda de shows do final de semana em Fortaleza e informações sobre o que está acontecendo pelo Benfica, Parque Araxá, Parquelândia, Rodolfo Teófilo e adjacências?
     Então, se ligue hoje à noite, das 20 às 22 horas, na Estação Bem Fazer. Estarei por lá, apresentando mais um piloto do programa Agenda MPB.

     O endereço da Estação Bem Fazer é:
     www.projetobemfazer.blogspot.com.br

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Inaugurando novo escritório

     A partir deste dia 1° de agosto estamos inaugurando um novo escritório, localizado na Rua dos Pracinhas, 951 (esquina com Avenida 13 de Maio) - Benfica.
     Ele será um ponto de apoio para a redação e contatos comerciais do JPA e do jornal O BEM FICA, a ser lançado em setembro vindouro. Servirá também para darmos início aos encontros musicais e literários do espaço cultural que estamos criando no Parque Araxá. 
     As visitas ao novo escritório devem ser agendadas previamente através dos fones (85) 3243.4779, 8734.5573 e 9954.1017 ou pelo e-mail juracymendonca@gmail.com

Bem vindo, agosto!

     Seja muito bem vindo, agosto!
     Espero que durante os seus dias, e por muitos e muitos anos, Deus continue me dando forças e aumente minha fé e sabedoria para conduzir todos os projetos nos quais estou envolvido, especialmente na editoração do JORNAL PARQUE ARAXÁ, no lançamento do jornal O BEM FICA, na criação do ESPAÇO CULTURAL DO PARQUE ARAXÁ e na volta do programa de rádio AGENDA MPB.
     E que nem de longe, para mim, meus familiares, amigos e parceiros, você seja o mês do desgosto.
     Amém!

terça-feira, 30 de julho de 2013

Notícia em primeira mão!

     Anote aí na sua agenda...
     O primeiro encontro do nosso espaço cultural vai acontecer no dia 6 de setembro (sexta-feira), a partir das 19 horas, no pátio da Associação dos Ex-Combatentes - Rua dos Pracinhas, 951 (esquina com Avenida 13 de Maio), na confluência do Parque Araxá com o Benfica.
     Teremos cerveja bem gelada, feijão-verde e espetinhos apetitosos, grandes clássicos da MPB como som ambiente e um violão à disposição de quem quiser tocar e cantar músicas de boa qualidade.
     Brevemente estaremos dando mais detalhes para os amigos e amigas que estiverem a fim de participar deste momento histórico para o nosso bairro.

     
     (Transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalparquearaxa)

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Apresentando o piloto do programa "Agenda MPB"

     Juracy Mendonça, editor do JPA, estará hoje, dia 26, de 19 às 21 horas, na Estação Bem Fazer, web rádio do Projeto Bem fazer, apresentando um piloto do programa “Agenda MPB”, que brevemente irá ao ar semanalmente na referida emissora.
     O programa tocará sucessos de grandes nomes da música cearense, nordestina e brasileira de boa qualidade, trazendo também dicas de shows em Fortaleza neste final de semana e informando sobre o que está acontecendo pelo Parque Araxá, Parquelândia, Rodolfo Teófilo, Benfica e adjacências, tudo isso com apoio de Sérgio Furtado de Melo nas mixagens.
     Contamos com a sua audiência!
     O link da Estação Bem Fazer é:
http://projetobemfazer.blogspot.com.br/

     (Transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalparquearaxa)

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Cadê o mundo que eu sonhei em viver?

O tempo vai passando e vou vendo ficar cada vez mais distante o mundo que eu sempre sonhei em viver.
Faço um esforço danado, mas não consigo me acostumar com algumas novidades desta modernidade que nos é imposta pela globalização, onde a maioria das pessoas acha normal matar, roubar, estuprar, enganar, mentir, trair e praticar crimes perversos que antes só aconteciam com frequência em lugares bem distantes da nossa Fortaleza.
Hoje, é praticamente impossível andar pelas ruas da cidade, a qualquer hora do dia ou da noite, por causa da violência urbana; os políticos que querem se manter no poder têm que ser inescrupulosos e corruptos; as partidas de futebol são marcadas pela violência dentro e fora dos estádios; as novelas e outros programas televisivos só têm audiência se forem estrelados por personagens dotados de mau-caráter; quase todas as músicas que fazem sucesso são paupérrimas em letra e melodia, geralmente depreciando e ridicularizando seres humanos.
Resumindo, para estar na moda temos que bater palmas para a gaiatice, a mediocridade, o desprezo e inversão dos valores sociais que herdamos dos nossos pais e avós.
Pretendo viver muitos anos ainda, se for da vontade de Deus, claro. Mas sinto que, se isso acontecer, daqui a cinco anos estarei me sentindo um verdadeiro dinossauro, como um peixe fora d´água...

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Obrigado, Dominguinhos!


         "Quem me levará sou eu", "Só quero um xodó", ""Esperando na janela", "De volta pro aconchego", "Eu me lembro", "Minha vidinha", "Pedras que cantam", "A vida do viajante", "Abri a porta", "Nem se despediu de mim", "Pode morrer nessa janela", "Riso cristalino", "Gostoso demais", "Lamento sertanejo"...
       
       Mestre, obrigado pela sua contribuição para a valorização da música nordestina.
       Certamente hoje o céu está em festa, com Luiz Gonzaga, Sivuca e outros grandes nomes da sanfona comemorando sua chegada!

terça-feira, 23 de julho de 2013

Parabéns, Madalena!

             

            Hoje, dia 23 de julho, é uma data sempre especial para uma das três mulheres mais importantes da minha vida.
      Você chega aos 83 anos de idade cercada pelo carinho dos filhos, netos, bisnetos e outros parentes e amigos que, como eu, sabem respeitar e reconhecer os esforços que empreendeu para encaminhar nossa família para os caminhos do bem.
       A festa pelo transcurso deste aniversário foi realizada domingo passado, de forma simples, em sua residência, mas eu aproveito este espaço para cumprimentá-la mais uma vez, desejando muitos e muitos anos de vida, como uma bússola a nortear nossos caminhos.
      Parabéns para você, porque você merece!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Espaço cultural do Parque Araxá está chegando

     O espaço cultural que pretendemos implantar no Parque Araxá vai começar a funcionar aos poucos, através de bate-papos semanais com amigos e amigas, regados a cerveja gelada, com feijão-verde e outros tira-gostos especiais, o melhor da MPB como som ambiente e um violão à disposição de quem quiser tocar e/ou cantar músicas próprias ou de outros artistas.
     Estamos nos articulando para que a primeira dessas reuniões semanais aconteça no início de setembro, em homenagem aos 16 anos de circulação do JPA, comemorando o lançamento do jornal O BEM FICA e a volta do programa de rádio "Agenda MPB".
     Aguardem, então, que brevemente iremos divulgar local, dia e hora deste evento que pode ser histórico para o nosso tão sonhado espaço cultural.

     (Transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalparquearaxa)

Muitas novidades vindo por aí!

     A partir de agora você só vai ficar escondido se quiser!
     Estamos estabelecendo parcerias para divulgar seus produtos e/ou prestação de serviços para cerca de 40 mil pessoas que residem, estudam, trabalham ou simplesmente transitam pelo Parque Araxá, Parquelândia, Rodolfo Teófilo, Benfica e adjacências, através do fortalecimento do JPA - Jornal Parque Araxá, que em agosto completa 16 anos de circulação; e do jornal O BEM FICA, a ser lançado em setembro vindouro.
     Você poderá mostrar seu trabalho também na Estação Bem fazer, web rádio do Projeto Bem fazer, que já pode ser ouvida no link http://projetobemfazer.blogspot.com.br/; e na rádio comunitária que estará sendo inaugurada brevemente no Benfica.
     Quer mais informações sobre como aparecer nesses veículos de comunicação alternativa?
     Liga pra mim!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Espaço cultural na Rua dos Pracinhas!

     No início desta semana surgiu uma boa oportunidade de o espaço cultural do Parque Araxá funcionar na sede da Associação dos Ex-Combatentes do Ceará, na esquina da Rua dos Pracinhas com a Avenida 13 de Maio - confluência do Parque Araxá com o Benfica.
     Nosso amigo Eduardo Poty, que comanda a sede atualmente, mostrou-se entusiasmado com a ideia e prometeu fazer o que estiver ao seu alcance para que isso aconteça.
     É um espaço amplo, bem localizado, e que poderá servir também como escritório e redação do JPA e do jornal O BEM FICA, que estamos programando para ser lançado em setembro, contando com parcerias a serem estabelecidas com as rádios FM Benfica 87 e Estação Bem Fazer.
     Estamos no meio do mundo, tentando fazer isso tudo virar realidade!

terça-feira, 16 de julho de 2013

Olha essa do Zé da Diva!

     Zé da Diva estava tomando umas cervejas num barzinho do Parque Araxá, na companhia da esposa Gertrudes e outros familiares e amigos. Em dado momento, já sob efeito do álcool, ele olhou para o balcão do bar e disse, baixinho:
     - Estão vendo aquela mulher lá no balcão, tomando cerveja sozinha? Pois eu me separei dela faz sete anos! Depois disso, ela nunca mais parou de beber.
     Gertrudes, que também já estava meio "alta", respondeu:
     - Concordo que ao se separar de ti ela se livrou de um tremendo abacaxi. Mas será que é preciso ela passar tanto tempo assim comemorando?
     

     (Transcrita do JPA deste mês)

Meu livro na III Conferência Municipal da Educação de Fortaleza

                                
     Recebo com alegria o comunicado da Editora DIZ dando conta de que o livro "Onde estava o arco-íris?" (foto), que lancei no ano passado, está exposto na III Conferência Municipal da Educação de Fortaleza, que acontece até amanhã (dia 17) no Centro de Eventos do Ceará.
     Eu e outros escritores da DIZ estamos lá, juntamente com Fernando Capovilla, Mozart Neves, Gilberto Dimenstein, Arnaldo Antunes, Fernanda Takai e outros grandes nomes da música e da literatura cearense e brasileira.
     Mais tarde vou dar uma incerta no Centro de Eventos para autografar alguns exemplares do livro.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

BENFICA VAI GANHAR JORNAL ALTERNATIVO

     Quando setembro chegar, o bairro do Benfica vai ganhar um jornal alternativo que circulará mensalmente, com 5 mil exemplares distribuídos gratuitamente em residências, empresas e outros estabelecimentos situados no quadrilátero formado pelas avenidas Domingos Olímpio, Expedicionários/Senador Pompeu, Eduardo Girão e José Bastos, podendo ser visto por cerca de 20 mil pessoas que residem, trabalham, estudam e/ou transitam por esta região de Fortaleza.
     O jornal, intitulado O BEM FICA, pretende destacar os aspectos sócio-culturais, esportivos, religiosos e políticos do bairro, fatos históricos, personalidades antigas e atuais e reivindicações para melhorar a sua infra-estrutura, abrindo espaços também para a divulgação de empresas, entidades, órgãos públicos e privados e prestadores de serviços, tudo isso com a credibilidade da Textu@l Editora, que há 16 anos edita com sucesso o JPA – Jornal Parque Araxá.

domingo, 14 de julho de 2013

Quem foi Carvalho Mota?

                                 
A Rua Carvalho Mota é um dos logradouros públicos mais tradicionais do Parque Araxá. Começa na Azevedo Bolão, atravessa a Avenida Jovita Feitosa e termina na Teodoreto Souto, paralelamente ao antigo trilho da José Bastos (atual José Jatahy).
     Seu nome presta significativa homenagem ao comerciante e coronel Antônio Frederico de Carvalho Motta (foto), nascido em Granja, interior do Ceará, no dia 23 de março de 1856, e que foi governador do Estado durante o período de 24 de janeiro a 12 de julho de 1912.
     Carvalho Mota era o 3º vice-presidente do Estado quando o comendador Antônio Pinto Nogueira Accioly foi deposto. Ele assumiu a Presidência e foi por demais importante na manutenção de um mínimo de ordem após a derrocada da oligarquia comandada por Nogueira Accioly. Em seguida ele passou o cargo para o então presidente da Assembleia Legislativa, Belisário Cícero Alexandrino.
     São praticamente inexistentes registros sobre sua administração. Por conta disso, Carvalho Motta é quase desconhecido para o povo de sua terra, seja de sua cidade natal, seja do Estado para o qual ele sacrificou um promissor futuro político.
     Vale destacar que em 2010 o escritor José Xavier Filho lançou o livro “Carvalho Motta – Capitalista e Governador”, durante solenidade ocorrida na sede do Instituto José Xavier, em Granja. A obra trata de aspectos da vida do comerciante e capitalista nascido naquela cidade e que ascendeu à Presidência do Estado do Ceará.
     Carvalho Mota faleceu no Rio de Janeiro, em 2 de fevereiro de 1927.
     
(Transcrito do JPA de julho/2013)

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Uma viagem na máquina do tempo

 
     Viajei na máquina do tempo hoje, ao ver essa foto tirada no dia 9 de abril de 1983, em frente à Igreja dos Remédios, após a cerimônia do meu casamento com a Marinete.
Percebi como é verdadeira a afirmação de que nossa vida é semelhante a uma viagem de trem, onde em cada estação entram e saem diversos passageiros (parentes, amigos, vizinhos, colegas de escola, de trabalho etc.).
Uns permanecem no trem por um longo tempo ou até o fim da viagem; outros descem, mas deixam marcas indeléveis nas nossas memórias.
Nessa foto estão alguns dos passageiros do trem que é a minha vida. Uns estão comigo até hoje, outros sumiram, mas continuam fazendo parte das lembranças que trago da vida.
Da esquerda para a direita (os que lembro os nomes):
Lêda (só uma banda), Terezinha Furtado, Marluce, Otto, Lanno, Stuecé, eu, Castelo, Marinete, Graça, Iracema, Carlos Alberto (Bebeto), Mazé, Manuel de Jesus (Beúba), Crisanto e Betânia.

Algumas notas da "coluna social" do JPA

                         
     * O Condomínio Rosa de Saron, localizado no Rodolfo Teófilo, promoveu no dia 30 de junho uma alegre e descontraída festa junina, com direito a transmissão da decisão da Copa das Confederações, pula-pula para as crianças, uma banda de forró pé-de-serra e comidas típicas como baião-de-dois, paçoca, vatapá, mungunzá, cocada, bolos etc., tudo isso sob o comando da síndica Maria do Carmo Delgado Figueiredo, com apoio dos moradores. A festa, de tão boa, fez um bocado de gente “balançar o esqueleto” até o raiar do dia seguinte. 
      * Nossos assinantes Olinda e Valdisnei Falcão, residentes em São Paulo, vieram passar alguns dias de férias em Fortaleza, por conta dos jogos da Copa das Confederações, e aproveitaram para rever familiares e amigos, bem como lugares históricos da cidade, matando a saudade também da culinária cearense. Na foto, o casal aparece ao lado da professora Marinete Brito Mendonça durante uma deliciosa peixada degustada no Albertu’s Restaurante, na Barra do Ceará.
      * O mês de junho, como já era de se esperar, foi bastante animado no Parque Araxá e comunidades vizinhas, notadamente por conta dos festejos em homenagem a Santo Antônio, São João e São Pedro. Demos um giro por aí e constatamos que, graças a Deus, nosso povo ainda está empenhado em preservar as mais legítimas tradições nordestinas, promovendo grandes festas em ruas, avenidas, empresas, colégios e residências.
      * A nota triste aconteceu na praça Ari de Sá Cavalcante, na esquina da avenida Gonçalves Dias com a rua Bernardo Figueiredo, onde, infelizmente, tivemos alguns casos de violência e a presença dos insuportáveis “paredões” tocando músicas de péssima qualidade, e em alto volume, o que serviu para afastar muitas pessoas que estavam pensando em prestigiar o festival de quadrilhas ali realizado.
      * Nosso assinante Júlio Mendes, funcionário da agência dos Correios da rua Professor Costa Mendes, perguntando por qual motivo a Prefeitura de Fortaleza acabou com o projeto “Academia na Comunidade”, que nas manhãs e tardes das terças e quintas-feiras oferecia a prática de exercícios para moradores do bairro. Segundo ele, com o fim do referido projeto, muitas pessoas deixaram de frequentar a lagoa.
      * Tudo indica que teremos uma grande novidade nos próximos dias. Estamos em negociação e, se tudo der certo, vamos apresentar um programa nas manhãs de domingo na Rádio Bem Fazer, que está sendo inaugurada na internet, com músicas, entrevistas, reivindicações e outras notícias sobre o Parque Araxá e suas adjacências.
      * A ideia principal é fazer um programa nos moldes do “Agenda MPB”, que tanto sucesso fez sob o nosso comando, anos atrás, na saudosa Rádio Portugal FM, que funcionava na rua Professor Anacleto e era dirigida pelo amigo Gilmar Gondim.

terça-feira, 9 de julho de 2013

JPA de julho começa a circular

     A edição deste mês do JPA começa a circular amanhã (quarta-feira), como sempre trazendo muitas novidades sobre o que acontece pelo Parque Araxá, Parquelândia e Rodolfo Teófilo. As principais matérias são as seguintes:
     - Conheça a feira livre que acontece nas terças-feiras no Rodolfo Teófilo;
     - Editorial pede solução para o crescimento da violência urbana;
     - Comunidade critica estado de abandono da lagoa do Porangabussu;
     - JPA mostra detalhes do espaço cultural a ser implementado no bairro;
     - Parquearaxaense lança campanha para construção do Hospital do Diabético.

     (Transcrito da fanpage www.facebook.com/jornalparquearaxa)

Benfica vai ganhar rádio comunitária e jornal

     Temos duas boas notícias para quem gosta de comunicação alternativa.
     O Benfica vai ganhar brevemente dois veículos para divulgar seus valores sócio-culturais, esportivos, religiosos, políticos e econômicos, bem como reivindicações para melhorar sua infra-estrutura.
     1) Nos próximos dias estará no ar a FM BENFICA 87, que já opera em fase experimental através do site www.fmbenfica87.com.br.
     2) E em setembro teremos o lançamento do jornal mensal O BENFICA, que será distribuído gratuitamente para cerca de 20 mil pessoas que residem, estudam, trabalham e/ou trafegam pelo bairro. 

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Uma boa opção para rastreamento e proteção do seu carro

Você também anda assustado com essa onda de violência que vem atingindo a cidade inteira e não faz um seguro para o seu veículo porque os preços são bastante caros?
Então você precisa conhecer a RBS – Real Brasil Serviços, uma empresa séria, qualificada e comprometida com a excelência, que trabalha com um sistema inovador no rastreamento e proteção de veículos (carros, motos etc.), tudo isso com planos a partir de R$ 67,00 por mês.
A RBS é sediada em Recife (Pernambuco) e possui filiais em Fortaleza e várias cidades brasileiras. Ela mantém rastreadores e operadores funcionando 24 horas por dia. Quando o cliente liga para a Central de Atendimento, através do telefone 0800.081.2276, e deseja saber onde está o veículo, a RBS localiza, bloqueia e chama as autoridades competentes para fazer o devido resgate. Caso haja alguma falha no rastreamento, o cliente é reembolsado no valor do veículo.
Os planos oferecem outras vantagens, como o serviço de reboque e o conserto do seu veículo, em caso de colisões, bem como de terceiros, caso você seja o culpado pelo acidente, no valor de até R$ 10,000.00. E ainda têm as bonificações por indicação de outros clientes. Ou seja, a cada novo cliente que você indicar, caso ele faça a adesão, 5% do valor da mensalidade dele será creditada a você em forma de bônus.
Quer saber mais informações sobre esse sistema inovador?
A RBS tem uma filial em Fortaleza, na avenida Carneiro de Mendonça, 1215 (Jóquei Clube), tendo à frente a executiva Eliene Xavier, e um ponto de venda na rua Érico Mota, 912 (Parquelândia), dirigido por Rejane Bittencourt, que atende pelos telefones (85) 3465.2563 e 8803.0291 e na fanpage www.facebook.com/RbsSegurancaVeicular. Ou então acesse o site www.rbsrastreamento.com.br.
          

Eliene Xavier, gerente da RBS em Fortaleza, e Rejane Bittencourt, responsável pelo ponto de venda localizado na Parquelândia

(Transcrito do JPA de julho/2013)

sexta-feira, 5 de julho de 2013

"Agenda MPB" pode estar de volta!

      Sabia que já fui o "dono" das manhãs de domingo no Parque Araxá e adjacências?
     Pois é, durante três anos, de 2001 a 2003, apresentei o programa "Agenda MPB", que era transmitido pela Rádio Portugal FM e tinha uma grande audiência, tocando omelhor da MPB e trazendo novidades sobre o que estava acontecendo no bairro.
     Agora, 10 anos depois, o "Agenda MPB" pode estar de volta para ser ouvido no mundo inteiro através da Rádio Bem Fazer, do Projeto Bem Fazer, que já está operando em fase experimental.
     A boa música, notícias, entrevistas e outras novidades para você ficar ouvindo nas manhãs de domingo, enquanto prepara o almoço ou se arruma para ir à praia.
     Depois trarei mais detalhes.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Canto da Diva

      Recebi ontem um apoio significativo para o espaço cultural que estamos criando no Parque Araxá, vindo de uma amiga que preferiu não ter seu nome revelado.
      Ela adquiriu 10 exemplares do livro “As presepadas do Zé da Diva”, para ajudar nas despesas iniciais com a constituição jurídica da empresa.
      A apoiadora aproveitou o ensejo para sugerir um nome emblemático para o espaço cultural:
      CANTO DA DIVA
      Segundo ela, como o espaço cultural será muito ligado ao JPA, seria legal fazer uma homenagem à mãe imaginária do Zé da Diva, personagem principal da coluna de piadas do nosso jornal.
      Sugestão devidamente anotada.